Breve currículo dos professores

Cíntia Ferrer (teatro)

 

Diretora, professora e coordenadora pedagógica da ACTEMUS - Academia de Teatro Musical de Porto Alegre/RS (desde 2015) e diretora da Pinup Produtora Cultural (desde 2008). Atriz, cantora, bailarina, dubladora, produtora, empresária, diretora e roteirista de teatro musical. Formada em Ed. Física/96 e Teatro no TEPA/98 (PoA/RS). Além do teatro, atua em diversas mídias (cinema, TV, rádio, web). Pioneira em realizar as primeiras oficinas, workshops e cursos de formação em teatro musical no RS, utilizando temas e técnicas de musicais da Broadway. Idealizadora do projeto Workshop Broadway no RS, realizado desde 2009, com mais de 30 edições. Prepara artistas para musicais, agregando à interpretação, as técnicas de treinamento para cantar e dançar sem perder o fôlego (Sing Dance & Breathe!). Diretora de "Backstage (roteiro e direção), o musical", das edições do show cênico “Musicais A La Carte”, “Os Insepultos, o musical” (adaptação da obra Incidente em Antares, de Erico Verissimo), "Nos Bastidores, musical" (roteiro e direção). Dirige e atua no espetáculo musical "MALC Sátiras". Cantora humorística na banda cênica SeXteto. Dentre os principais espetáculos que atuou, enfatiza os musicais “Godspell, a Esperança” (Dir. Zé Adão Barbosa), “Lupi, o Musical” (Dir. Artur José Pinto) e “A Caravana da Alegria” (infantil - Dir. Kinho Nazário/NH) e as peças teatrais “Bailei na Curva”, “Se Meu Ponto G Falasse”, "O Rei da Escória (todas Dir. Julio Conte) e “No Ritmo do Amor”(Dir. Patsy Cecato). Agregou conhecimento com professores renomados, realizando diversas oficinas que qualificam o artista, incluindo as técnicas de Stanislavski, Grotowski, Viola Spolin, as energias corporais de Arthur Lessac e os estilos teatrais Máscara Neutra, Máscaras Larvárias, Clown, Tragédia Grega, Melodrama e Bufão (profa. Daniela Carmona). Tem como base na dança o jazz lyrical e o ballet, tendo premiações em Festivais no RS (Coreóg. Suzana Davila). Teve aulas de canto com Gisa Volkmann (Lírico), Lorna Earnshaw (Mix/Los Angeles), Ronnie Kneblewski (Speech Level Singing/SP), Paula Capovilla (Belting/SP), Mirna Rubim (Belting/RJ). Participoudo I Circuito Broadway (SP/2008) produzido por Fernanda Chamma, tendo aulas com os principais artistas da Broadway do Brasil, e do Mergulho Intensivo de Teatro Musical (RJ – 2013).

 Raul Voges (dança)

Diretor coreográfico e coordenador pedagógico da ACTEMUS. Ator e Bailarino formado em teatro/dança em POA/RS. Dirige e atua no espetáculo musical "MALC Sátiras", direção coreográfica das edições do "Show Cênico Musicais A La Carte", de "Os Insepultos, o musical" (adaptação da obra Incidente em Antares, de Erico Verissimo) e "Nos Bastidores, musical". Últimos espetáculos: Estatutos do Homem/SP, Babel Genet/RS, e os musicais "O Apanhador", "Godspell a Esperança" e "Lupi, O Musical" e como ator/bailarino no "Chimango, o musical". Dançou nas Cias: Grupo Imbahá, Equus Cia de Dança, Cia Joca Vergo, Terpsi Teatro de Dança no RS e Cia da Dança em SP. Atua como professor de dança e na preparação de elencos. Realizou diversos cursos livres: ballet, jazz e dança moderna/contemporânea. Em São Paulo foi professor em oficinas do Governo do Estado em 1997/2000 e Diretor Artístico na Fundação Cultural Serrana.

 

MARISA ROTENBERG (CANTO)

Bacharel em Comunicação Social/Publicidade pela UFRGS graduada em 1990, Marisa é cantora, locutora, dubladora, professora de canto popular e produtora musical. Estudou flauta, piano, violão e percussão. Estudou canto com Suely Mesquita e Paula Santoro no Rio de Janeiro, e em Porto Alegre com Carla Maffioletti, Lorna Earnshaw e Lucia Passos. Atualiza-se permanentemente participando de oficinas relacionadas à voz cantada e falada com as fonoaudiólogas Lígia Motta (RS) e Silvia Pinho (SP) e com os professores de canto Felipe Abreu (RJ), Marconi Araújo (SP), Sonia Prazeres (RJ), Carlos Simioni (Lume/SP). Auto-didata, leciona técnica vocal há 15 anos em seu home studio, proporcionando ao aluno o uso da voz em microfone de estúdio e palco. Também é especialista em voz caricata falada e cantada, grava para publicidade, teatro e cinema de animação, dublagem de jogos e discos infantis. Como intérprete, tem dois CDs lançados, “Na Batida” (Fumproarte 2002), com o qual ganhou dois Prêmios Açorianos de Música (melhor CD e Espetáculo do Ano), e “Boa Hora” (Petrobras/MinC 2009). Assinou a produção musical de do Ep Drama Flor do cantor Daniel Debiagi e realiza várias parcerias em gravações com cantores reconhecidos do RS atuando também como preparadora vocal de elencos de vários grupos teatrais e de cantores para shows. Preparadora vocal das edições do "Show Cênico Musicais A La Carte" e "Nos Bastidores, musical". Atuou no musical “Godspell, a Esperança” (Dir. Zé Adão Barbosa). Dirige e atua no espetáculo musical "MALC Sátiras" 

 
 

CHÊNIA MARTINEZ (fonoaudiologia)

Fonoaudióloga, especialista em voz e em disfagia pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia, pós-graduada em voz artística (CEV - São Paulo) e certificada pelo Lee Silverman Voice Treatment. Possui Mestrado em Ciências da Reabilitação (UFCSPA) e Doutorado em Ciências Médicas (UFRGS). Atua no Hospital Santa Casa de Porto Alegre e na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) com ampla experiência na área de voz e competências comunicativas.

SUELLEN YAMAGUCHI (CANTO)

Graduada em Música, Dança e Teatro/Teatro Musical pela Brigham Young University (2007-2015). Além de atuar em peças brasileiras como "O Auto da Compadecida" e "Odorico, o Bem-Amado", atou nos Estados Unidos em musicais como "A Bela e a Fera", "O Fantasma da Ópera", "A Noviça Rebelde" e na estréia nacional do musical "O Conde de Monte Cristo". Também foi solista no "Island Fire Show" em Branson, MO, EUA.

Participou de diversos workshops ministrados por artistas renomados da Broadway, como Lea Salonga, Brian Stokes Mitchell, Mandy Patinkin, Sutton Foster, Frank Wildhorn, Jeff Whiting e Kelli O'Hara.

Além de sua experiência com teatro musical, trabalhou como diretora de dublagem e dubladora no canal de televisão BYU Television International por 5 anos.

 

Lígia motta (fonoaudiologia)

Fonoaudióloga graduada na Universidade Federal de Santa Maria-RS- Brasil

Doutora e Mestre em Gerontologia Biomédica pela PUCRS.

Especialista em Voz pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia- CRFa- Formação em voz no Método Lee Silvermann.

Aperfeiçoamento em Motricidade Orofacial- CEFAC-São Paulo.

Aperfeiçoamento em Disfagia- CEFAC-São Paulo.

Membro da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia.

Professora do curso de pós-graduação em Odontopediatria da PUCRS.

Professora do Curso de Especialização em Geriatria do Programa de Pós-Graduação em Gerontologia e Geriatria da PUCRS.

Fonoaudióloga do Hospital São Lucas da PUCRS responsável pelo Setor de Fonoterapia- Reabilitação.

Fonoaudióloga Clinica do Centro de Fonoaudiologia Ligia Motta.

Diretora do Centro de Fonoaudiologia Ligia Motta.

Ministra cursos na área de Voz no Canto e Teatro, Dicção e  Oratória e Voz Profissional no Brasil, Argentina, Espanha e Uruguai.

Preparadora vocal de artistas de teatro, grupos de teatro, cinema e cantores.

 

FELLIPE RESENDE (Corpo, função e movimento - CMF)

Fellipe Resende é bailarino com vivências formativas em ballet, dança moderna e contemporânea. É fisioterapeuta pela Universidade Federal de Goiás com especialização em Dança pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (UFRGS), e instrutor do método Pilates. Já foi integrante do Grupo Corpore de dança contemporânea (GO), Rosa Cia de Dança e Grupo Experimental de Dança de Porto Alegre (RS), e participou da Residência Artística da Sala 209 da Usina do Gasômetro em 2016-2 com a CUBO1 Cia de Arte, coletivo artístico que integra atualmente em Porto Alegre – RS. Integra ainda a Mimese Cia de Dança-Coisa, com direção de Luciana Paludo (RS).

 

Jacqueline Pinzon (história dos musicais)

 

Bacharel e Mestre em Artes Cênicas,  é encenadora, atriz, professora e pesquisadora teatral.  Desde 1984  Jacqueline atua  em cursos livres, cursos profissionalizantes e faculdades. Em seu currículo possui mais de trinta e cinco montagens como encenadora (entre espetáculos profissionais, montagens em escolas e oficinas de teatro, direção cênica em espetáculos de música, dança e circo e montagens em circuito de teatro amador), bem como  mais de doze espetáculos como atriz. Em 1988  Jacqueline graduou-se em Direção Teatral pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na mesma Universidade,  junto ao Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas, defendeu  em 2011 a dissertação de Mestrado “ A Montagem Revelada”, a qual tratava do estudo das novas mídias nas artes cênicas contemporâneas, tendo a dissertação  obtido aprovação por unanimidade e recomendação para edição. Recebeu diversos prêmios como encenadora em circuitos profissionais e amadores, com destaque para os Troféus Tibicuera de 2004 de Melhor Direção e Melhor Espetáculo  para o espetáculo “Vampirações e Outros Mistérios”. Jacqueline  possui igualmente  experiência como produtora cultural e desenvolveu  atividade como produtora da Orquestra de Câmara da ULBRA de 1998 a 2000 e Assessora de Artes Cênicas junto ao Instituto Estadual de Artes Cênicas nos anos de 1989 a 1992. Jacqueline possui artigos em revistas especializadas  com destaque para  o livro  “Cena, corpo e dramaturgia: entre tradição e modernidade. 1. ed. Rio de Janeiro: Pão e Rosas, 2012, no qual assina  o capitulo “Mídias digitais na cena de Isadora. Orb de Ricky Seabra e Ridicolo de Rodrigo García”.    Em 2011 e 2012 integrou o grupo de pesquisa CNPq Processos de Criação Cênica - Cena e Intermedialidade, liderado por sua orientadora de mestrado Marta Isaacsson. Desde 2007  Jacqueline ministra oficinas de montagem no Projeto Descentralização da Cultura da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre . Em 2013 atuou como professora no Departamento de Arte Dramática da UFRGS nas disciplinas de Laboratório de Criação II e Atuação II.  Atua principalmente nos seguintes temas: encenação teatral, estudos da cena contemporânea, ensino de atuação e direção teatral.

ROBSON SERAFINI (TEORIA E PERCEPÇÃO)

Começou a tocar violão e guitarra aos 16 anos sobre forte influência da banda inglesa Led Zeppelin e de outras grandes clássicas bandas dos anos 70, como Deep Purple, Pink Floyd, Yes, Genesis, Black Sabbath, entre outras. Apreciando também outros gêneros, já tocou em bandas de baile (Sound Machine e Boinas Azuis), bandas de rock pesado (banda SPARTACUS), projetos de musica instrumental entre outros. Toca também baixo, bateria, piano e teclado. Toca guitarra na banda Moby Dick (tributo a Led Zeppelin) e nas bandas de rock autorais Excêntrica Arca e Os PoETs(poetas+ETs). Como tecladista/pianista participa do show poético-musical “Desassossego”, baseado a obra de Fernando Pessoa, com o cantor Fernando Buergel. Como compositor e tecladista participa da banda Outros Nós (MPB). Também toca repertório variado ao violão solo. Graduado em violão pela UFRGS em 2010, teve a experiência de dois anos em monitoria acadêmica nas disciplinas de Harmonia I, II, III e IV sobre orientação do prof. Fernando Mattos. Atualmente é instrutor de violão, guitarra, baixo, bateria, teclado e piano na escola Estação Musical. Foi diretor musical do projeto Estúdio Móvel Gravaeh da ONG Cirandar.

Desde 1988, já trabalhou em escolas/academias como: Prediger, Cordas e Cordas, Musiarte.

 

GabrielLa Santos (tap)

Gabriela Santos estuda dança desde 1994. Graduada em Educação Física pela UFRGS (2008), é professora e coreógrafa de Sapateado Americano e Danças Urbanas. É bailarina da Cia Municipal de Dança de Porto Alegre, sapateadora e diretora coreográfica da Devir Tap Band (Sapateado e Música), bailarina e coreógrafa da New School Dreams (Danças Urbanas). Foi bailarina e coreógrafa nos 27° e 28° Natal Luz de Gramado, participou como intérprete criadora no Grupo Groovin’ Tap (Sapateado e Música), como bailarina na Cia Laboratório da Dança (Dança Contemporânea), na Ânima Cia de Dança (Dança Contemporânea) e no grupo Batida de Rua (Dança Urbanas). Conquistou diversos prêmios, como o 1° lugar no Take to the Studio do New York Tap City (2011), Destaque em Sapateado do Prêmio Açorianos de Dança (2012) e o 2° lugar no Festival de Dança de Joinville categoria sapateado solo feminino adulto (2014). Foi contemplada com bolsas para os festivais de Sapateado Los Angeles Tap Fest (2015 e 2012), Tap in Rio (2013) e New York Tap City (2011). Sapateou em um carro alegórico da escola de samba Acadêmicos do Salgueiro, grupo especial do carnaval carioca (2011), foi a vencedora do Desafio Feminino do Tap in Rio (2012) e Bailarina Destaque do 13° Dança Bagé (2015). Em 2009 morou em Londres e Barcelona, onde atendeu aulas e ministrou workshops de Sapateado e Danças Urbanas com música brasileira. 

Todos os direitos reservados para ACTEMUS